terça-feira, 5 de outubro de 2010

...

Tenho saudades tuas. Afinal o que vivemos foi intenso, deixou marcas.
É claro que quero o teu bem, e é óbvio que ninguém te fará mal.
Não me esqueço do que passamos, do que partilhamos, nunca me esqueço!
A vida dá-nos caminhos diferentes, eu segui o meu e tu não fizeste mais do que seguir o teu também.
Deixei-te partir, mas terei-te sempre no meu pensamento.
Longe de mim querer que algo de mal te aconteça... Nem eu me perdoava se deixasse.
Continuas a ser quem eras, mas desta vez, estás distante e eu não te posso falar.
Baseio-me no que os meus olhos vêm.
Espero que estejas bem. E como te conheço, ninguém mais conhece... Eu sei que és forte e ultrapassas tudo o que é obstáculo na tua vida, portanto, este será só mais um.

1 comentário:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.