quarta-feira, 30 de junho de 2010






terça-feira, 29 de junho de 2010

Tu és parte do meu mundo
Fazes parte do meu ser
Tu és tudo num segundo
És quem faz acontecer
Sempre escondi a verdade
És a minha liberdade
Tu és quem me faz sonhar
Deixa sentir esse calor,
Esse sabor,
Por ti
Junto a ti
Não há mais nada
És tudo para mim
Tu és a estrada
Tu és quem me faz feliz






Estava a brincar. Isto é uma música do TT e eu odeio!



always be my baby!

When you left I lost a part of me
It's still so hard to believe
Come back baby please cause
We belong together
Who else am I gonna lean on when times get rough
Who's gonna talk to me on the phone
Till the sun comes up
Who's gonna take your place
There ain't nobody better
Oh baby baby
We belong together
I can't sleep at night
When you are on my mind
I need you, need you back in my life baby!
Now that I don't hear your voice


mariah carey - we belong togheter.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Ele destrui tudo aquilo que criou, disse o que queria e nem se importou.

Agarraste-te em momentos e momentos apagaste. Pensas que me decoraste? Foste tu quem perdeu. Tantas palavras minhas, não imaginas a força que eu tenho por detrás desse meu jeito de menina! Eu sou a força que tu nunca tiveste, eu sou aquilo que tu um dia perdeste! Eu sou o sentimento que tu nunca conheceste, eu sou a luta à qual tu nunca te submeteste. Eu sou a garra que agarra qualquer disputa. Eu sou a mulher que agora não te escuta. Eu não sou mais uma, eu nasci para ser aquela! Eu sou a diferença das tuas amigas que não passam de ... Eu sou aquilo que é demais para os teus braços manterem, e estou alta demais para os teus olhos verem. Por isso antes de pensares que tu me viraste as costas e me magoaste, ou que eu sofro pelo que o destino traçou. Quero só dizer que tu saíste da minha vida, tal como entraste, e que não me afectam as palavras que falaste... Porque eu sou muito mais, do que alguma vez sonhaste. TENHO DITO.
Queria escrever por ti e não para ti. Será que entendes a diferença que há numa palavra que pode querer dizer tudo? Ou nada. Nada restou do tudo que te dei; e podes-te sentir feliz. Se querias protagonismo na nossa história, então felicito-te. A culpa é tua. E minha. Entreguei-me a ti e deixei o meu coração contigo. Pedi-te que cuidasses dele em todo o minuto que não pudesse estar presente. Naqueles únicos segundos em que algo impossibilitava de ir ao teu encontro, mas não foste capaz de o fazer. Não por motivos de força maior, mas por falta de vontade. E isso pode significar muita coisa! Sempre tratei do teu como única forma da minha sobrevivência, e nem isso soubeste aproveitar. Fugiste. Escondeste-te da realidade. Agora estás de um lado em que não te possa ver para não teres que suportar o peso da minha luta pelo meu amor por ti. Se te dissesse quantas lágrimas cairam por ti, podias nadar nessa angústia e impotência porque não o fizeste nada para o impedir, pelo contrário. Lembro-me dos bons e fingidos momentos que passámos, vivia-os como se fossem os últimos porque já sabia que, mais tarde ou mais cedo, iam acabar. De qualquer forma, sei que te preencheram. No fundo, sei que tens sentimentos. mas deixaste o teu coração pelo caminho e não tiveste coragem de o ir buscar. Ofereci-me para to devolver mas, como todas as oportunidades que te saltaram a vista, deixaste escapar. Agora dou-te a oportunidade de saires da minha vida. Sem regresso. E acredita, que oportunidades destas, só aparecem uma vez.


Como diz a minha melhor-amiga: Quem vacila cai!
A amizade é o amor sem preço nem prazo de validade. Amamos os nossos amigos sem que os seus defeitos nos afectem. perdoamos fraquezas, ausências e silêncios, revelamos deslizes e esquecimentos, não exigimos deles mais do que o que já sabemos que podem nos dar.  Os amigos são isto: deles aceitamos tudo, estamos sempre prontos para os ajudar e damos-lhes quase sempre razão. Sabemos ouvi-los, intuímos quando estão mal, gastamos o nosso tempo encontrando soluções que os ajudem. os problemas dos nossos amigos ganham por vezes proporções tão grandes para eles como para nós, que não descansamos enquanto eles não ultrapassarem as suas crises.

Venha o que vier, podes sempre contar comigo, vou estar sempre presente para te dizer o quanto és importante para mim, e terei sempre um abraço pronto para ti.

« Quando temos connosco aquilo que nos faz bem, temos que apertar com força. não para magoar, mas para proteger. »



Julie Neves de Sousa.
Gostava muito de poder voltar atrás no tempo. Se pudesse tinha corrigido carra erro teu e convertia-o num erro nosso. Teria sido mais fácil de lidar e de encarar. Talvez não doesse tanto, talvez não custasse tanto a perdoar. mas o que está para trás, ficou. Ainda hoje não sei explicar o que nesse dia aconteceu, mas não me podem dizer que foi normal. foi diferente, foi estranho. Inesperado. Ainda hoje me vem a imagem à cabeça de olhar três vezes para trás para confirmar se eras mesmo tu, que estavas ali, na minha frente, naquele dia em que nada foi combinado. Quando combinamos nunca deu, lembraste? Por muito que chegue a ser grossa contigo ou que fale menos bem, é porque só quero o melhor para ti, para mim, para nós. Lembraste de quando adormeciamos juntos? Ou quando ficávamos um com o outro até cair em sono e no dia seguinte mandavamos a mensagem mais querida com um pedido de desculpas. Não quero que penses que só hoje me lembrei de tudo o que já foi por nós vivido, guardo essas recordações sempre comigo. Tenho saudades tuas e do que tínhamos. Eu só quero que tudo volte. Quero que tu voltes também, para estar completa. Lembraste quando dizias que erámos um puzzle? És a peça que falta.

sábado, 26 de junho de 2010

de bf para bf.

"Sabes o que tinhas de fazer para saber o quanto te amo irmã? Terias de começar por contar todos os grãozinhos de areia de todas as praias do mundo e multiplicar por dois, depois contares todas as gotinhas de água do mundo e multiplicar por dois e juntar às dos grãos, aí saberias o quanto te amo melhor amiga."  Cindo


Secretária da escola:

"É tua irmã Lucindo?"
"Não, não..."
"São tão parecidos, loiros e olhos claros." 





Para mim serás sempre a minha única opção.
Estarei contigo para o que precisares.
Nunca te irei desiludir, náná. Cindo


"Ananda Letícia EU AMO VOCÊ <3 irmã (L)" Cindo
"Chega de plantar loucura no campo do meu sentimento, chega de fechar o tempo."

-.-

...@hotmail.com disse (16:04):
Podias ter-me dito que ias sair da minha vida. A paixão é mesmo isto, nunca sabemos quando acaba ou se transforma em amor, e eu sabia que a tua paixão não iria resistir à erosão do tempo, ao frio dos dias, ao vazio da cama, ao silêncio da distância. Há um tempo para acreditar, um tempo para viver e um tempo para desistir, e nós tivemos muita sorte porque vivemos todos esses tempos no modo certo.
...@hotmail.com disse (16:05):
Podias ter-me dito que querias conjugar o verbo desistir. Demorei muito tempo a aceitar que, às vezes, desistir é o mesmo que vencer, sem travar batalhas. Antigamente pensava que não, que quem desiste perde sempre, que a subtracção é a arma mais cobarde dos amantes, e o silêncio a forma mais injusta de deixar fenecer os sonhos. Mas a vida ensinou-me o contrário.
...@hotmail.com disse (16:06):
Hoje sei que desistir é um caminho possível.
...@hotmail.com disse (16:07):
Não sei quando te voltarei a ver ou a ter notícias tuas, mas sabes uma coisa? Já não me importo, porque guardei-te no meu coração antes de partires.


Não dá, não dá! Peço desculpa se te desiludi mas não deu.
Agora chega, passa a frente!

Muita pedalada.

00:34h (pi-pi-pi, é extrava)
- Onde andas meu? Vamos sair, não me apetece estar em casa, anda-me buscar!
Passado meia-hora, "I'm back again..." (era o telemóvel a tocar)
- Desce, estou à porta de tua casa.
Entro no carro e aumento o volume da música, ponho o cinto e puxo dum cigarro, abro o vidro e começo a fumar.
- Preciso de um café, estou a secar.


Tem sido assim.
Sair sem destino e sem hora para chegar.
É aproveitar o que a vida nos dá,
Fazer mais e melhor
Sem reclamar.
Vamos até Leça
Vamos até Matosas
Ou não, hoje ficamos por cá
Quero ir ver o mar
Quero caminhar,
Estaciona ali o carro
Acho que vi um lugar.
Estou a sentir o feeling
Estou a gostar de estar contigo
Beija-me,
Não perguntes pelo destino.
Hoje estamos juntos,
O amanhã não sabemos
Baseio-me no que sabes,
E não no que queremos!
Quero ir à lua mais vezes
Fazes-me sentir alguém,
Sem barulho
Aqui até se está bem.
Chega, não quero compromissos
Quando quiser,
Eu volto a estar contigo
Tranquilo, não penses nisso
Deixa acontecer, deixa fluir
Vais ver que assim,
Vais conseguir resistir.




É disto que vivo. Obrigado *

against all odds

"How can I just let you walk away?
just let you leave without a trace
When I stand here taking every breath with you, ooh
You're the only one who really knew me at all
How can you just walk away from me,
when all I can do is watch you leave
'Cause we've shared the laughter and the pain
and even shared the tears
You're the only one who really knew me at all
So take a look at me now, 'cause has just an empty space
And there's nothing left here to remind me,
just the memory of your face
Just take a look at me now, who has just an empty space
And you coming back to me is against the odds
And that's why I've gotta take
I wish I could just make you turn around,
turn around to see me cry
There's so much I need to say to you,
so many reasons why
You're the only one who really knew me at all
So take a look at me now, 'cause has just an empty space
And there's nothing left here to remind me,
just the memory of your face
Just take a look at me now,
'cause there's just an empty space
But to wait for you, is all I can do
and that's what I've gotta face
Take a good look at me now, 'cause I'll still be standing here
And you coming back to me is against all odds
and that's what I've got to face
Take a look at me now"
Phil Collins

Das músicas mais sentidas que conheço, esta música marcou a minha vida desde 2008, por razões que eu cá sei!


quinta-feira, 24 de junho de 2010


Agora que tenho opções não me apetece escolher.
Se quiser tenho o melhor ou o pior, posso ter tudo ou ter nada.
Mas não me apetece optar, estou farta de ter de escolher.
O que tiver de acontecer, acontecerá.
Muitos podem ficar boquiabertos porque o passado voltou, mas é a vida.
É o destino.

domingo, 20 de junho de 2010

Medo? Só em situações extremas.
Receio? Talvez, nem sei.
Orgulho? Claro, trago-o sempre comigo.
ñ me venhas com conversas fiadas, com a mania q já és gente
pareces um cabra, gozada na escola fortemente
andar a mostrar o cú é o teu lema
berram mais alto que tu e só queres enfiar o rabo por entre as pernas
mandas muita letra, pudera,
msn, hi5's vindo de ti é o habitual, já é normal
mas tá parado
caga na bóia, és muito linda e cheiras bem
mas só da boca p'ra fora
como dizem 'tás muito batida, ñ curto carne mastigada'
quanto a outras, procuram respeito
ñ à própria custa mas à custa dos defeitos
fazem-se de amigas só para saber de tudo
querem é estar sempre dentro do assunto
ei, altamente rapariga, já viste?
se com esta idade és assim
imagino qd fores velha
vais andar de rua em ruela
vê lá ñ te magoes, ñ te iludas
pq se caires, bem te vais levantar sozinha
ai ñ esquece
tens contigo as tuas ricas e belas miúdas
nem acredito q estou a perder tempo c isto
falo sério,
um dia destes cospem-te na cara
deixam-te no chão,
e vão te tratar tal como tu mereces
como uma otária, ñ passas de um cagalhão
a impedir a passagem de um cidadão
quem tem cú tem medo ñ é verdade?
passa à frente, vê se acordas
e passas a lidar com a realidade
deixa-te do mundo de fantasias
"quem ñ te conheçe, faz-te uma dama ssbem"
e o resto? já não sabes, ñ falhas ñ é? ;)
penso que o teu objectivo agora é em focar as mamas ahaha
caguei na tua cara, na dela e na da outra.
sejam felizes e deixem de andar de boca em boca.






sábado, 19 de junho de 2010

"Eu quero mais

Um pouco mais
Depois do amor
Quero um carinho, um abraço
Me dá, por favor
No meu romantismo não vejo problema
Te faço um pedido
Me leva pro cinema
Você não vê, não consegue entender
Eu quero atenção ao invés de prazer
Me pegue no colo
Diga que sou sua
Andar de mãos dadas
Caminhar na rua
Bem, não faz isso comigo
Eu preciso do teu abrigo
Meu bem, por favor, faz isso não
Eu preciso de carinho e atenção"

sexta-feira, 18 de junho de 2010

"Relembrando tudo o que vivi
Acordo um dia e só penso em ti
Viajo por entre pequenas glórias
Sem nada, nem ninguém aqui
Espero por ti
Sem poder falar
Preciso de alguém para amar
Espero por ti
Recordo o olhar
Preciso de te abraçar
Queria ver-te só mais uma vez
E o teu mundo poder alcançar
Essa saudade quero abafar
Para te poder conquistar
Espero por ti
Sem poder falar
Preciso de alguém para amar
Espero por ti
Recordo o olhar
Preciso de te abraçar"



                                                               não é o fim.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

- "Olá"
Ananda: "Adeus"
-"Porque és assim?"
Ananda: "Apetece-me."
- "Que feitio!"
Ananda:"Obrigado."
- "És sempre assim?"
Ananda: "Quase sempre."
- "Fogo! Que má"
Ananda: "Muito má, afasta-te que mordo."
- "És mesmo anti-social"
Ananda: "Ainda bem para ti, não me apetece mesmo falar."
- "E também és simpática"
Ananda: "Achas? Eu não."
- "Ok ok, já vi que não estás para conversas!!"
Ananda: "Foi a coisa mais inteligente que disseste até agora. Até logo."
- "Xau"

quarta-feira, 16 de junho de 2010

vida.

Orguulho-me de ti e de tudo o que construímos até hoje.
Tudo o que passámos não foi por acaso! Desde as conversas, os sorrisos partilhados, as lágrimas derramadas, os abraços, o apoio... Tu és o melhor de mim. O melhor que me aconteceu!
Há 4 anos que rezo para que nada nos separe, peço por tudo que um dia não te tirem de mim.
És a minha vida e eu sem ti não sei viver.
És tu que me levantas, quando tropeço e caio. És tu quem me faz acordar todos os dias com um sorriso na cara, com um bom e forte motivo para viver.
És tu quem me incentiva, quem desde sempre me abre os olhos és tu!
Não peço mais nada a não ser que fiques comigo para sempre.
O maior mal que me podem fazer é tirarem-te de mim, o que acho díficil de acontecer porque tu conheces-me bem demais e sabes quais as minhas atitudes e comportamentos.
A pior coisa que me podem fazer é falarem mal de ti, sabes que me afecta.
Não te vou deixar por nada, venha quem vier, esteja onde estiver Julie. TU ÉS MINHA!
Amo-te sangue do meu sangue, amo-te razão do meu viver.





Vivo da inquietação, do desejo de conhecer mais e mais. Sou a capacidade de sentir sem limites.
Sou o modo de pensar que está para além da lógica que a escola e o mundo moderno nos ensinam.
Sou como uma janela que se abre para estrearmos outro olhar sobre as coisas e as criaturas, sem a arrogância de as tentarmos entender. Apenas com a ilusória tentativa de nos tornarmos irmãos do universo!

terça-feira, 15 de junho de 2010

Vocês pensam que sim, vocês juram a pés juntos que os meus olhos estão tapados.
Vocês julgam que têm o mundo na palma da mão, vocês julgam que calada eu fico.
Vocês pensam que sou inocente e que até agora não aprendi.
Vocês adoram novidades e eu juro fazê-las chegar a esse lado.
Vocês reinam, têm o rei na barriga.
Vocês são lindos e cheiram todos muito bem.
Vocês vivem no mundo da lua e no meio das intrigas.
Vocês na cabeça se tiverem algo, areia é de certeza.
Pessoas como vocês, vida própria não têm. Vivem das atitudes dos outros e são os primeiros a apontar o dedo, mas acabam sempre por fazer pior.
Olhem à vossa volta, SILÊNCIO!
Era o melhor que poderiam fazer mas preferem ouvir o vosso umbigo a falar.
Não dependam dos outros para serem alguém, não façam o que os outros fazem para se sentirem bem.
Crescam. Pensem nos outros e não só no que vos convém.
Apanhei muitas e grandes desilusões, é verdade.
Por isso, não julguem que as coisas me passam ao lado porque estou bem ciente do que faço, digo e sinto.
Ao contrário de vocês, penso antes de agir.
Magoar os outros para quê? Saí muitas vezes magoada e não gostei. Fazer igual ao outros? Não pensem que sou assim.
E a vocês? Talvez vos eleve o ego, tal como gostam.
Mais uma vez, ponham a mão na consciência e não tomem as dores pelos outros, para mais tarde sairem sem nada.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

"Acabou, não interessa o que falhou

E não me interessa o que não mudou
Eu e tu sabemos o que se passou
Falei, tentei, expliquei
Prometeste-me e eu esperei
Magoaste-me eu perdoei
Foi mentira mas acreditei
Custou, mas acordei
O amor é uma merda, agora sei
Percebe, desejo-te tudo de bom

Por mais que custe, eu vou ser capaz
Juro a mim mesmo não voltar atrás
Vou ter saudades mas tu não vais saber
Vou pensar em ti até te esquecer
Acabou, acabou, sim acabou
Acabou e não quero mais
Acabou, acabou, sim acabou
Acabou e não chores mais

Não há dor nem desgosto que o tempo não cure
Se eu amei e acreditei que ninguém me censure
Fiz o que pude agora mudo de atitude
A vida não para, estou viva e só peço saúde
Não estava escrito, está tudo dito
Se perguntarem por mim diz que comigo tá tudo bem
Que não deu certo mas que a culpa não é de ninguém
Só é quando tiver que ser
Vou pensar em ti até te esquecer
 
Não me apanhas nem ao telefone
Para me teres outra vez só se for um clone
E quando me vires na rua sorri, mas continua

Dizias que amavas mas não mostravas
Sabias que erravas mas nunca mudavas
Fizeste tudo errado e agora és passado
Respiro de novo este ar renovado
Mas tou bem, tou bem assim
Tu não, não és pra mim
Chegou, chegou ao fim
Se não me matou tornou-me mais forte


Fiquemos por aqui.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Um novo rumo, um novo caminho. Contigo!

(L)